Como instalar um Linux Home File Server

20/05/2010

em Como Fazer

Começamos por instalar o Ubuntu Server 10.04.

Entre como “root” utilizando comando: “su” e introduzindo depois a password para acesso a root ao servidor.

De seguida, editaremos os ficheiros de configuração de rede, para que este servidor tenha um ip fixo:

#vim /etc/network/interfaces

neste exemplo foi utilizado, o IP 192.168.0.100

# This file describes the network interfaces available on your system
# and how to activate them. For more information, see interfaces(5).

# The loopback network interface
auto lo
iface lo inet loopback

# The primary network interface
auto eth0
iface eth0 inet static
 address 192.168.0.100
 netmask 255.255.255.0
 network 192.168.0.0
 broadcast 192.168.0.255
 gateway 192.168.0.0

Reinicie os serviços de rede:

#/etc/init.d/networking restart

Edite o ficheiro hosts de forma a atribuir um nome ao novo ip fixo do servidor:

#vim /etc/hosts

Deverá ficar parecido com este em baixo (neste exemplo usámos server1.example.com)

127.0.0.1       localhost.localdomain   localhost
192.168.0.100   server1.example.com     server1

# The following lines are desirable for IPv6 capable hosts
::1     ip6-localhost ip6-loopback
fe00::0 ip6-localnet
ff00::0 ip6-mcastprefix
ff02::1 ip6-allnodes
ff02::2 ip6-allrouters
ff02::3 ip6-allhosts#

Execute:

# echo server1.example.com > /etc/hostname
# /etc/init.d/hostname.sh start

e:

# hostname

# hostname -f

Ambos devem apresentar server1.example.com.

Actualize a sua distribuição, executando:

#apt-get update

#apt-get upgrade

E instalamos algum software que iremos necessitar:

#apt-get install samba smbclient smbfs ntp ntpdate

Samba, smbclient e SMBFS são a base do servidor de ficheiros, ntp e ntpdate permitem a sincronização da data/ hora do servidor.

Iremos criar o ponto de directorios (mount point) para o segundo disco, que irá servir de armazenamento dos ficheiros (storage).

#mkdir /media/store

Vamos atribuir permissões de escrita e leitura a todos os utilizadores deste ponto de directórios (mount point), para que todos os utilizadores possam tirar partido do armazenamento de ficheiros dentro da rede interna.

# chmod 777 /media/store

“Monte” o segundo disco executando os comando e tornando-o permanente:

#mount /dev/hda /media/store

#vim /etc/fstab

# /etc/fstab: static file system information.
#
#
<file system> <mount point> <type> <options> <dump> <pass>
proc /proc proc defaults 0 0
/dev/hda1 / ext3 defaults,errors=remount-ro 0 1
/dev/hda5 none swap sw 0 0
/dev/hdb1 /media/hdb1 ext3 defaults 0 0
/dev/hdc /media/cdrom0 udf,iso9660 user,noauto 0 0
/dev/fd0 /media/floppy0 auto rw,user,noauto 0 0
#insira esta linha nova:
/dev/hda1 /media/store ntfs defaults 0 0

Para verificar se está tudo a funcionar sem necessitar de reiniciar o seu servidor, execute:

#mount -a

e deverá mostrar automaticamente o seu disco em /media/store.

Configure o samba de forma a que o seu servidor esteja visível dentro da rede interna:

#vim /etc/samba/smb.conf

Para que o disco de armazenamento fique visível e possa ser partilhado por todos os utilizadores da rede interna, adicione estas linhas no fim da configuração do samba:

[hda public hard disk]
comment = Public Folder
path = media/store
public = yes
writable = yes
create mask = 0777
directory mask = 0777
force user = nobody
force group = no group

Grave e saia.

Reinicie o serviço samba, e terá o seu servidor operacional e pronto a ser utilizado:

#/etc/init.d/samba force-reload

Tem de uma forma simples, um servidor que faz de armazenamento para toda a sua rede, quer seja num escritório ou em casa, aproveitando os computadores que possui, dado que não são necessárias especificações especiais ou um computador potente para fazer tal serviço!

Artigo anterior:

Próximo artigo: